Governo do Distrito Federal
21/01/22 às 8h45 - Atualizado em 21/01/22 às 8h50

O ano de 2022 será de grandes inaugurações do GDF

O ano de 2022 será de grandes inaugurações do GDF
Com informações da Agência Brasília
O ano de 2022 será de grandes “entregas” pela administração do GDF. Em outras palavras, serão inauguradas e concluídas obras que vão alterar para melhor a qualidade de vida dos cidadãos do Distrito Federal. As empreitadas são das áreas de infraestrutura urbana, mobilidade, saúde e educação.
Essa relação de obras incluem o Túnel de Taguatinga, diversos viadutos, obras remanescentes de infraestrutura em Vicente Pires e no Sol Nascente e dezenas de escolas e creches.
No segmento mobilidade, o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF) atura para no primeiro semestre inaugurar o alargamento da Estrada Parque Contorno (DF-001), no trecho entre o final do Pistão Norte e o Balão do Texas (início da BR-080), a duplicação da DF-140, o viaduto entre o Recanto das Emas e o Riacho Fundo II.
A Secretaria de Obras tem por meta a conclusão para 2022 da primeira etapa de reforma da Avenida Hélio Prates, os viadutos do Sudoeste (Epig) e Setor Policial (ESPM), e de infraestrutura em Vicente Pires e no Sol Nascente/Pôr do Sol.
Para moradia, a previsão é de pelo menos seis mil novas unidades habitacionais, distribuídas nos empreendimentos do Itapoã Parque
A rede de saúde pública será reforçada com mais duas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) começam a funcionar nos próximos meses, em Brazlândia e Vicente Pires. E, ainda para janeiro, será reaberto o Hospital do Sol, em Ceilândia, com 60 leitos. Ainda este ano devem começar as obras de outras duas UPAs: Guará e Estrutural.
Para moradia, a previsão é de pelo menos seis mil novas unidades habitacionais, distribuídas nos empreendimentos do Itapoã Parque, Crixá VII – Parque do Sol, Recanto das Emas (Quadras 117/118), Sol Nascente (Quadra 105), Samambaia (QR 314 e QR 614) e Riacho Fundo II (QS 10)
A educação esforça-se para concluir as obras da escola Classe 203 do Itapoã, prevista para ser entregue ainda no primeiro semestre do ano, com capacidade para atender 800 crianças. Há também Centros de Educação da Primeira Infância (Cepis) em construção em Planaltina, Recanto das Emas, Gama, Santa Maria, Ceilândia e Vila Telebrasília.
As escolas Técnicas do Paranoá e de Santa Maria também vão ser finalizadas, ambas no segundo semestre, cada uma com 1.400 vagas, enquanto outras escolas estão sendo reformadas e reconstruídas, caso da Escola Classe 59 de Ceilândia e da Escola Classe 52 de Taguatinga.
A foto é das obras do Túnel de Taguatinga. O crédito é da Agência Brasília